Dnit dará início à terceira etapa da Pesquisa Origem e Destino nas rodovias

0
492

A partir de 1º de julho, 5.000 militares do Exército estarão nas rodovias federais de 24 Estados para realizarem entrevistas com condutores

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) realizará, entre os dias 1º e 7 de julho, a terceira etapa da Pesquisa Origem e Destino. Condutores de veículos que passarem pelas principais rodovias federais serão entrevistados sobre os motivos da viagem e as condições das vias.

O levantamento é uma iniciativa do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, realizada por meio do Dnit, para traçar um diagnóstico socioeconômico das viagens nas rodovias federais. O governo espera com esse trabalho identificar os gargalos logísticos dos principais corredores de transportes do país e a necessidade de expansão ou adequação de capacidade da malha rodoviária. O trabalho conta com a parceria da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e do Coter (Comando de Operações Terrestres do Exército Brasileiro).

Ao todo, 5.000 militares do Exército estarão em 123 postos das rodovias federais de 24 Estados (Amazonas, Roraima e Amapá não participam) para aplicarem o questionário aos motoristas de veículos de passeio e de carga. Entre as principais rodovias onde serão realizadas as entrevistas, estão a BR-116, BR-101, BR-153, BR-163 e BR-364. A pesquisa será feita por amostragem, de forma aleatória, por tipo de veículo. A participação é voluntária.

A expectativa é que mais de 500 mil entrevistas sejam realizadas. No questionário, estão perguntas sobre a origem e o destino dos motoristas, o tipo de carroceria, o ano de fabricação do veículo, o número de passageiros, o tipo de combustível, o motivo da viagem e da escolha da rota, a carga transportada, entre outras.

A Pesquisa Origem e Destino teve início no ano passado. Nas duas primeiras fases, foram contados e classificados 5,8 milhões de veículos e foram entrevistados 508.226 condutores. A quarta e última etapa está prevista para novembro deste ano.

Com informações do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil
Agência CNT de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here